As formulações de fertilizantes são produzidas nas indústrias obedecendo às quantidades de matérias-primas necessárias para fornecerem os nutrientes que serão garantidos no registro do produto. As formulações, para serem comercializadas, devem obedecer às normas preconizadas pela Legislação de Fertilizantes e terem o seu respectivo registro no órgão oficial. Os nutrientes são garantidos em percentagem de nitrogênio (N), de fósforo (P2O5) e de potássio (K2O). Nas formulações podem ser adicionados os micronutrientes com suas garantias. As formulações de fertilizantes são produzidas para cada 1.000 quilos. Como fonte de N são utilizadas a uréia, ou sulfato de amônio, os fosfatos mono e diamônio, respectivamente MAP e DAP. Como fontes de fósforo, os superfosfatos simples e triplo, o DAP ou MAP. Algumas formulações aceitam os fosfatos naturais e os fosfatos parcialmente acidulados. Como fonte de potássio são empregados o cloreto de potássio ou, em alguns casos, o sulfato de potássio. Devido a grande dificuldade dos alunos de agronomia terem em relação ao calculo e formulação de fertilizantes, este projeto de ensino foi idealizado no intuído de subsidiar de forma clara e abrangente a formulação de adubos granulados que contenham nitrogênio, fosforo e potássio, desde a escolha da formula comercial a ser utilizada ou comprada até a sua formulação, preparo do produto comercial em propriedade ou indústria.

Público Prazo Valor da Inscrição
Faculdade Integrado até 24/08 15,00

Boleto Bancário

Comunidade Geral até 24/08 15,00

Boleto Bancário

Quando
25/08/2018 13h30
Vagas
Esgotadas
Carga Horária
4 hora(s)
Informações

Programação Indisponível